viernes, 2 de octubre de 2009

66 a 32

Olha, que coisa mais linda, Mais cheia de
graça, É ela, menina, que vem e que
passa, Num doce balanço, a caminho do mar.
Moça do corpo dourado, Do sol de Ipanema, O
seu balançado É mais que um poema
É a coisa mais linda Que eu já vi
passar

Ah, por que estou tão sozinho? Ah, por que
tudo é tão triste? Ah, a beleza que
existe A beleza que não é só
minha, Que também passa sozinha.

Ah, se ela soubesse Que quando ela passa, O mundo
soirrindo Se enche de graça E fica mais
lindo Por causa do amor.

Como dirián los maestros Joao Gilberto y Caetano Veloso:

Publicar un comentario